Síndrome mão-pé-boca: o que é? Como se transmite?

As crianças estão suscetíveis às viroses, principalmente pelo fato de estarem constantemente em contato com outras crianças em ambientes como creches, colégios, parques de diversão, grupos de amigos, e muito mais. Por este e outros motivos, as mamães devem sempre estar atentas a qualquer lesão e/ou mancha que surgir sobre a pele. Recentemente, a síndrome mão-pé-boca tem tido um grande número de casos, e é preciso estar atento pelo fato de ser uma doença altamente contagiosa. A seguir, saiba tudo sobre o assunto!

Publicado por Grupo Biocentro
em

Síndrome mão-pé-boca: o que é? Como se transmite?

O que é a Síndrome Mão-Pé-Boca?

Trata-se de uma doença causada por vírus, que geralmente está presente no sistema digestivo. Como dito anteriormente, é mais comum na faixa pediátrica, principalmente antes dos 6 anos de idade.

A síndrome se manifesta inicialmente com febre alta, que costuma preocupar os pais. As lesões irão aparecer apenas 2 ou 3 dias após a febre inicial.

As manchas que aparecem possuem aspecto de bolhas, e acometem principalmente as mãos, pés e boca (e daí vem o nome da síndrome). Também podem aparecer nas nádegas, região genital e outras partes do corpo.

Outros sintomas podem estar presentes, e costumam ser semelhantes a resfriados e outras viroses: dores de garganta, diarreia, mal-estar, falta de apetite, etc.

Recentemente foram registrados casos graves desta doença, em que as manchas estiveram presentes em todo o corpo.

Como a doença é transmitida?

A síndrome mão-pé-boca ocorre através do contato direto do paciente com fezes, salivas, secreções, objetos contaminados, alimentos, e outros.

Sendo assim, é muito difícil de controlar a transmissão, e, portanto, quando ocorre em ambiente escolar, tende a aparecer na forma de surtos.

Infelizmente, ainda não foi desenvolvida uma vacina para prevenir tal condição.

Existe tratamento?

Não existe nenhum tratamento específico para a condição, que possa diminuir seu tempo de manifestação. Porém, os pais podem ficar tranquilos que ela tende a regredir espontaneamente.

Também, podem ser utilizados medicamentos analgésicos (para a dor) e antitérmicos (para diminuir a febre), e assim, amenizar o desconforto das crianças.

Outras medidas também podem ser adotadas, como:

·        Oferecer bebidas geladas, como chás, água e sucos;

·        Preferir alimentos leves e macios;

·        Manter a criança em repouso, tanto para diminuir a contaminação de outros como também para auxiliar na evolução e cura;

·        Manter a higiene, através da lavagem de mãos sempre que for ao banheiro.

Sempre que os sintomas estiverem presentes, um pediatra precisa ser consultado para que haja um diagnóstico preciso e indicação do melhor tratamento!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Síndrome mão-pé-boca: o que é? Como se transmite?

Enviando Comentário Fechar :/