Quando devo procurar um fonoaudiólogo para o meu filho?

Os cuidados com as crianças parecem nunca ter fim. Como pais, precisamos estar sempre atentos ao estado de saúde dos pequenos, estimulando uma alimentação saudável e levando-os para consultas pediátricas frequentes. No entanto, ao se tratar da linguagem, surge a dúvida: quando devo procurar um fonoaudiólogo para meu filho?

Publicado por Grupo Biocentro
em

Quando devo procurar um fonoaudiólogo para o meu filho?

Os cuidados com as crianças parecem nunca ter fim. Como pais, precisamos estar sempre atentos ao estado de saúde dos pequenos, estimulando uma alimentação saudável e levando-os para consultas pediátricas frequentes. No entanto, ao se tratar da linguagem, surge a dúvida: quando devo procurar um fonoaudiólogo para meu filho?

Mas, antes de tudo, você sabe quais são as atribuições desse profissional? Sabe quando é recomendado buscar esse tipo de consulta? Continue a leitura e descubra a resposta para essas e outras perguntas!

O que é um fonoaudiólogo?
Os profissionais graduados em Fonoaudiologia são chamados de fonoaudiólogos. Esse curso tem duração média de quatro anos e uma vasta grade acadêmica, englobando assuntos que vão desde anatomia humana à psicologia. A principal área de estudo e de atuação, no entanto, está relacionada aos aspectos da comunicação dos seres humanos.

Após formado, o fonoaudiólogo pode escolher entre diversas áreas de especialização. Algumas delas são:

audiologia;
fonoaudiologia da educação;
fonoaudiologia neurofuncional;
linguagem;
fonoaudiologia para idosos;
fonoaudiologia laboral;
motricidade orofacial.
Quais são suas atribuições?
Como já mencionado, o objetivo da fonoaudiologia é cuidar de todo o espectro de habilidades que nos conferem a capacidade de comunicação. Resumidamente, a área lida com a linguagem e o modo como ela é transmitida aos outros. Por isso, as principais atribuições dos fonoaudiólogos são:

tratar os problemas que afetam a comunicação e sua ligação com as capacidades cognitivas (percepção, memorização, atenção e linguagem);
lidar com doenças que alterem a funcionalidade da respiração, mastigação, deglutição (ato de engolir) e sucção;
aperfeiçoar os padrões da fala, adequando-os à linguagem do indivíduo;
tratar transtornos auditivos;
fornecer tratamento aos problemas de equilíbrio corporal (relacionados ao canal auditivo);
ajudar a diagnosticar e tratar problemas neurofuncionais.
Além disso, esses profissionais são os responsáveis por atividades ligadas à prevenção de todos os problemas citados acima, por meio de programas educacionais para todas as idades. São também os encarregados de auxiliar outros profissionais que trabalham diariamente com a voz, como professores, jornalistas, atores e cantores.

Quando procurar um fonoaudiólogo?
Já que cada criança tem seu próprio ritmo de desenvolvimento, saber qual é o melhor momento para procurar a ajuda de um especialista nem sempre é fácil e muitas dúvidas podem surgir acerca desse assunto. Vamos descobrir o que é esperado do desenvolvimento infantil e quando devemos ficar atentos?

Atrasos na fala
A maior parte das crianças se comunica relativamente bem e pronuncia (mesmo que da forma errada) diversas frases aos 2 anos. Caso seu filho chegue a essa faixa etária com um vocabulário muito limitado, procurar um fonoaudiólogo pode ser uma boa opção.

Dificuldade em pronunciar certas sílabas ou letras
Omitir partes de palavras ou trocar letras de forma constante é perfeitamente normal e faz parte do desenvolvimento da linguagem infantil. No entanto, esses detalhes são considerados normais até os 5 anos.

Repetição exagerada de palavras
A repetição de palavras é bastante comum em crianças de até 4 anos. Isso ocorre por conta da velocidade dos pensamentos e da lentidão de associá-los às palavras ou de organizar as frases corretamente. Nesses casos, peça para a criança repetir as orações calmamente.

Problemas de audição
A perda de audição pode ocorrer de forma progressiva ou aguda, além de, por vezes, ter causas congênitas. Por conta disso, é importante levar as crianças a uma consulta ao notar os primeiros sinais de dificuldades auditivas.

Problemas na leitura e na escrita
O modo como lemos e escrevemos está ligado à maneira como escutamos e nos comunicamos com o mundo exterior. Portanto, dificuldades nessas áreas podem indicar problemas que são solucionados pelos fonoaudiólogos.

Anormalidades na alimentação
Se seu filho possui dificuldades de se alimentar e se queixa de problemas para engolir, agende uma consulta o quanto antes. A dica também vale para bebês em fase de amamentação que não conseguem fazer a sucção correta.

E aí, tirou todas as suas dúvidas? Agora que você já sabe quando deve procurar um fonoaudiólogo, fique atento aos sinais que seu filho apresenta e, caso note algum sintoma, agende uma consulta com esse profissional!

Se tiver alguma dúvida, não hesite em deixar um comentário. Nossa equipe está à disposição para responder todas as suas perguntas!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Quando devo procurar um fonoaudiólogo para o meu filho?

Enviando Comentário Fechar :/