Os perigos da dieta Low Carb

A busca pelo peso ideal é uma luta constante para muitas pessoas que enfrentam o sobrepeso e a obesidade. Por conta da dificuldade que a maioria tem em emagrecer, algumas dietas surgem prometendo resultados milagrosos e tornam-se “moda”. A dieta Low Carb é um dos exemplos atuais, que promete a perda de muitos quilos em um único mês. Para isso, o indivíduo deve “cortar” o carboidrato da sua dieta. Mas, quais os perigos envolvidos nesta e também em outras dietas radicais e restritivas? Conheça a seguir!

Publicado por Grupo Biocentro
em

Os perigos da dieta Low Carb

1. Hipoglicemia

Quando se pensa em uma dieta que não contém carboidratos, existe uma preocupação muito grande em como o organismo terá energia para desempenhar as suas funções.

Os carboidratos são alimentos ricos em glicose, a qual é substrato para a produção de energia (os “ATPs”). Na ausência deste alimento, uma série de reações químicas precisa ocorrer para suprir as necessidades nutricionais, o que pode ser maléfico.

Portanto, para emagrecer pode ser preciso ingerir menos carboidratos que o usual, mas nunca aboli-lo da dieta.

A redução de açúcares pode causar um quadro de hipoglicemia, o qual resulta em tonturas, palpitações, dificuldades de concentração, suor, e outros.

2. Carência nutricional

A busca pelo emagrecimento através da privação alimentar pode acarretar no consumo de um único grupo alimentar, e assim, excluir demais nutrientes importantes.

É muito comum que dietas tenham como consequência anemias, falta de cálcio, proteína, e outros nutrientes.

Portanto, a melhor opção sempre é consultar um nutricionista para que haja equilíbrio alimentar, e nenhum elemento importante fique de lado.

3. Consumo excessivo de outros alimentos

Quando há ausência de carboidratos na dieta, é normal compensá-los aumentando a ingestão de proteínas e gorduras. Com isso, o corpo pode ficar “saturado” destes alimentos, e inclusive, ocasionar o aumento de peso.

Além disso, o excesso de gorduras está atrelado ao desenvolvimento de doenças cardíacas, vasculares, aumento da chance de cânceres, e muito mais.

Da mesma forma, o excesso de proteínas pode engordar, causar inchaço, problemas no fígado e rins, e muito mais.

4. Efeito “rebote”

Dietas de curta duração até podem auxiliar o individuo a emagrecer muito em pouco tempo. Mas, o que acontece, é que depois de cessada a restrição, há chances de engordar até mais do que for perdido.

Qual a melhor conduta?

Quando se deseja emagrecer, o melhor a fazer é buscar ajuda profissional. Um médico pode ser consultado para avaliar seu estado de saúde, presença de doenças crônicas, solicitar exames laboratoriais, e muito mais.

O nutricionista é um profissional fundamental, pois irá orientar a melhor dieta para cada caso, e te ajudará a atingir os objetivos.

Sempre, a melhor forma de perder peso é através da reeducação alimentar, a qual prioriza a variedade de alimentos, sem restrições, desde que consumidos de forma moderada.

A prática de atividades físicas também é essencial, e deve-se contar com o apoio de um educador físico.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Os perigos da dieta Low Carb

Enviando Comentário Fechar :/