Mal de Parkinson: novo meio de diagnosticar esta doença já está no Piauí

A Bionuclear já vem realizando há algum tempo um novo tipo de procedimento que torna mais fácil determinar se o paciente tem mesmo Parkinson, uma vez que os tremores, um dos principais sintomas da doença, acontecem também por outras causas, ou seja na ausência da Doença de Parkinson.

Publicado por Grupo Biocentro
em

Mal de Parkinson: novo meio de diagnosticar esta doença já está no Piauí

A Bionuclear já vem realizando há algum tempo um novo tipo de procedimento que torna mais fácil determinar se o paciente tem mesmo Parkinson, uma vez que os tremores, um dos principais sintomas da doença, acontecem também por outras causas, ou seja na ausência da Doença de Parkinson.

No Brasil, como no mundo, a expectativa de vida está aumentando e com isto a população vai envelhecendo e a incidência da Doença de Parkinson tem  aumentado significativamente. Com o envelhecimento ocorre uma perda acelerada e importante do neurotransmissor dopamina.

Nesta nova técnica A CINTILOGRAFIA CEREBRAL COM TRODAT-, injeta-se na veia do paciente um radiotraçador Trodat-1, que é capaz de se ligar aos neurônios que produzem dopamina.  Com isso o médico Nuclear  vai detectar através da imagem cerebral tomográfica  se há pouca produção de dopamina no cérebro.

Esta imagem obtida  permite um diagnóstico mais preciso: quando alguém apresenta tremores mas seu nível de dopamina é normal, está excluída a hipótese de ter Doença de Parkinson. Isso é muito importante para o médico poder tratar corretamente os tremores.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Mal de Parkinson: novo meio de diagnosticar esta doença já está no Piauí

Enviando Comentário Fechar :/