Iodo radioatvo como tratamento das doenças benignas da tireoide

O Iodo 131 pode ser usado para tratar tanto os casos de câncer da tireóide, nos quais se busca destruir todo o tecido tireoideano, como também as doenças benignas, a exemplo dos quadros de hipertireoidismos por bócio difuso, bócio multinodular, ou nódulos autônomos (Plumer).

Publicado por Grupo Biocentro
em

Iodo radioatvo como tratamento das doenças benignas da tireoide

O Iodo 131 pode ser usado para tratar tanto os casos de câncer da tireóide, nos quais se busca destruir todo o tecido tireoideano, como também as doenças benignas, a exemplo dos quadros de hipertireoidismos por bócio difuso, bócio multinodular, ou nódulos autônomos (Plumer).

O tratamento é simples e consiste na administração por via oral de uma dose de Iodo131 na forma líquida. O medicamento não tem odor nem sabor, e praticamente sem efeitos indesejáveis após sua administração, exceto que não pode ser administrado em mulheres grávidas ou amamentando.

 Dependendo da dose recebida, o paciente necessita ou não ser internado em isolamento, devido à radiação que fica liberando, até que a atividade dessa radiação atinja os níveis permitidos para o público, tanto por efeito do decaimento quanto pela eliminação pela urina.

Entre as vantagens do tratamento das doenças benignas  com Iodo 131, podemos ressaltar que: 1-é um tratamento mais conveniente e de preço razoável em relação ao benefício, 2- sem os inconvenientes do tratamento cirúrgico, 3- a possibilidade de dispensar internação, 4- as doenças benignas têm uma excelente resposta ao tratamento, sendo que na grande parte dos casos apenas uma dose se faz necessária, e o paciente fica bom.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Iodo radioatvo como tratamento das doenças benignas da tireoide

Enviando Comentário Fechar :/