Infecção urinária: mitos e verdades sobre o assunto

A infecção urinária é uma causa frequente de busca ao médico, principalmente pelas mulheres. Devido a sua alta prevalência, existem diversos questionamentos e dúvidas acerca desta condição. A seguir, conheça o que é mito e o que é verdade!

Publicado por Grupo Biocentro
em

Infecção urinária: mitos e verdades sobre o assunto

MITO: Ela não aparece em homens

Embora seja menos comum em homens, a infecção urinária também acomete este público. E, como se trata de uma condição menos prevalente, sempre deve ser investigada.

As infecções urinárias nos homens costumam estar atreladas a outras condições, como:

·        Cálculos renais;

·        Doenças sexualmente transmissíveis;

·        Doenças da próstata;

·        Relações sexuais anais;

Dentre outros.

VERDADE: Infecção urinária pode acometer os rins

Quando se fala em trato urinário, diversas estruturas estão sendo abrangidas: rins, ureteres, bexiga e uretra.

Quando a infecção acomete os rins, ela é chamada de pielonefrite. Os sintomas tendem a ser mais intensos, e frequentemente está associada com cálculos renais.

Já nos homens, também observa-se a uretrite, que é a infecção da uretra.

MITO: Infecção urinária sempre causa sintoma

A uretra frequentemente é colonizada por bactérias e outros agentes, e por este motivo, podem ter infecções sem que haja sintomas. Tal condição é conhecida por bacteriúria assintomática, e é tratada apenas em pacientes especiais.

Além disso, idosos e portadores de diabetes podem sofrer de cistite e não ter nenhum sintoma, devido à fragilidade dos seus sistemas imunes. Assim, o quadro se agrava e é diagnosticado apenas em fases mais tardias.

VERDADE: Preservativo pode favorecer a cistite

O uso de preservativos modifica a flora vaginal da mulher, principalmente devido à ação local dos lubrificantes.

Com isso, aumenta-se a predisposição para que algumas bactérias “subam” a uretra, e assim, causem infecção na bexiga.

Porém, esta condição não deve ser um empecilho para o uso de preservativos. Quando notar tal associação, converse com o seu ginecologista!

VERDADE: Sempre é preciso fazer um exame de urina

Quando um médico é buscado por queixas urinárias, quase sempre é solicitado um exame de urina – chamado de parcial de urina. Através dele, é possível conhecer se existe infecção no trato urinário.

Outro exame de urina pode ser solicitado para identificar o tipo de bactéria presente, e assim, direcionar o tratamento com antibióticos, evitando a resistência bacteriana.

Tratam-se de exames simples, fáceis e de baixo custo.

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Infecção urinária: mitos e verdades sobre o assunto

Enviando Comentário Fechar :/