Hanseníase: mitos e verdades sobre esta doença

Provavelmente, em algum momento, você já ouvir falar na lepra ou hanseníase. Estes dois nomes se referem a mesma doença, e causam muitas dúvidas na população. Ao receber este diagnóstico, muitos pacientes se preocupam com a necessidade de isolamento social, cura e transmissão. A seguir, saiba tudo sobre a doença, e inclusive, como se prevenir!

Publicado por Grupo Biocentro
em

Hanseníase: mitos e verdades sobre esta doença

O que é a Hanseníase?

No passado, a lepra era considerada um castigo divino, e por este motivo  os pacientes que recebiam este diagnóstico sofriam preconceito na sociedade. Mas, isso é um mito!

Agora chamada de hanseníase, esta patologia é causada por uma bactéria – ou seja, um microorganismo que, assim como tantos outros infectam o organismo e causam sintomas.

Transmissão da hanseníase

A hanseníase é transmitida através de gotas suspensas no ar. Mas, um fato interessante desta doença é que se precisa de uma exposição prolongada com um paciente infectado para que a doença seja adquirida.

Sendo assim, se você eventualmente encontrar com um indivíduo que tenha hanseníase na rua, não irá adquirir a doença.

Mas, em contrapartida, se você mora com um familiar que recebeu o diagnóstico, pode ser que você tenha se contaminado ao longo destes anos de convivência.

Quais são os sintomas?

A hanseníase se manifesta através de manchas na pele, que podem acometer qualquer parte do corpo. Quanto maior for o número de lesões, mais avançada está a doença.

Além disso, percebe-se uma diminuição de sensibilidade nos locais das feridas, e com isso, o paciente deixa de sentir dor, sensibilidade térmica, e outros.

Como se prevenir?

Infelizmente, não existe uma maneira de fugir da hanseníase. Quando alguém próximo receber o diagnóstico, você será convidado a comparecer em um serviço médico, para que receba a vacina BCG.

Esta vacina é dada com o intuito de proteção a tuberculose, porém, já se foi comprovado cientificamente que alguns mecanismos favorecem e estimulam a imunidade a lutar também contra a lepra.

Existe cura?

Sim! A hanseníase é uma doença que tem cura, desde que seja buscado o tratamento médico. Ele é feito a partir de antibióticos, que deverão ser tomados todos os dias, com duração variável de 6 a 12 meses. Desde a primeira dose, já se sabe que os pacientes deixam de transmitir a bactéria causadora.

Portanto, no aparecimento de qualquer sintoma, não hesite em buscar um médico de sua confiança. A hanseníase é uma doença que merece investigação e tratamento, e assim, o paciente terá sua qualidade de vida novamente.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Hanseníase: mitos e verdades sobre esta doença

Enviando Comentário Fechar :/