Febre na criança: o que pode ser?

Todas as mães tendem a se preocupar quando a febre aparece nas crianças, e existem inúmeros motivos para que ela ocorra. Primeiramente, é preciso entender que quanto menor a idade, maiores as chances de desenvolver a febre. Isso se deve, principalmente, à imaturidade do sistema imunológico dos pequenos, que tende a gerar grandes respostas mesmo diante de microorganismos “não perigosos” ou outros agentes – a exemplo do estresse. Mas, nenhum sintoma deve ser menosprezado, e no aparecimento de qualquer sintoma, o pediatra sempre deve ser buscado. A seguir, conheça as causas mais frequentes de febre na pediatria!

Publicado por Grupo Biocentro
em

Febre na criança: o que pode ser?

Infecções respiratórias

Gripes, resfriados e outras doenças virais (causadas por vírus) que acometem o sistema respiratório podem causar febre.

Geralmente, estes quadros podem estar acompanhados de coriza, dores de garganta, diminuição da ingestão de leite ou alimento, tosse, e outros.

Em situações mais graves, pode-se ter pneumonia. Por este motivo, nenhum sintoma pode passar despercebido, e o médico sempre deve ser buscado.

Infecções gastrointestinais

As doenças que acometem o sistema digestório (isto é, estômago e intestino), também são muito frequentes na faixa etária pediátrica.

Elas podem ser causadas por vírus, bactérias, parasitas e vermes. Dentre os sintomas possíveis, está a febre, diarreia, náuseas, vômitos, dores de barriga, flatulência, e muito mais.

Nestas situações, é preciso garantir a hidratação das crianças até que a ajuda médica seja buscada.

Infecções de ouvido

Tecnicamente chamadas de otites, as infecções de ouvido são muito comuns dentre as crianças, e podem causar febre alta e dores.

Em bebês que não conseguem referir o que estão sentido, pode-se ter a presença de choro inconsolável, que tende a deixar os pais apreensivos e angustiados.

Infecções urinárias

As infecções que acometem a bexiga e vias urinárias também estão presentes em crianças, podendo cursar com febre e dor em baixo ventre.

Assim como no adulto, precisam de alguns exames (principalmente de urina) para que seja realizado o diagnóstico, e para tratar pode ser necessário o uso de antibióticos.

Doenças graves

Embora sejam menos comuns que as citadas anteriormente, algumas infecções graves podem cursar com febre, como exemplo a meningite.

Nestes casos, a febre tende a ser muito alta (acima de 39º C) e aparece juntamente com outros sintomas:

·        Sonolência excessiva ou diminuição do nível de consciência;

·        Piora rápida do quadro, geralmente em horas;

·        Recusa alimentar;

·        Rigidez da nuca e dificuldade em movimentar a cabeça;

·        Presença de pequenas manchas avermelhadas na pele;

·        Alterações na respiração.

Dentre outros.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Febre na criança: o que pode ser?

Enviando Comentário Fechar :/