Excesso de medicações: entenda os perigos!

Sabemos que existe uma infinidade de medicamentos disponíveis nas farmácias. Eles possibilitam a cura de doenças e também o alívio da dor. Mas, você sabia que o uso inadequado destes pode causar uma série de problemas ao seu organismo?

Publicado por Grupo Biocentro
em

Excesso de medicações: entenda os perigos!

Sabemos que existe uma infinidade de medicamentos disponíveis nas farmácias. Eles possibilitam a cura de doenças e também o alívio da dor. Mas, você sabia que o uso inadequado destes pode causar uma série de problemas ao seu organismo?

Enquanto uns medicamentos necessitam de receita médica (os controlados), outros são vendidos facilmente, e, portanto, toda a população tem acesso. Por mais que pareçam inofensivos, simples analgésicos podem causar danos irreversíveis!

A seguir, conheça os principais perigos do uso excessivo e da automedicação! E lembre-se: a melhor forma de evitá-los, é consultando um médico ou farmacêutico antes da compra.

#1: Interações medicamentosas

Se você já faz uso de algum medicamento, mesmo tendo sido recomendado pelo médico, é preciso estar atento! Muitos medicamentos interagem entre si, e podem ampliar os efeitos, ou ainda, anulá-los.

Você sabia que hipertensos (isto é, pacientes com pressão alta) em uso de medicação, podem ter interação com um anti-inflamatório, por exemplo? Neste caso, a pressão arterial ficaria elevada, trazendo riscos cardiovasculares ao indivíduo.

#2: Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais são consequências negativas que um medicamento traz, podendo ser causado por uma única dose, como também pelo uso contínuo.

Novamente, podem-se usar os anti-inflamatórios como exemplo: ao longo do tempo, estes podem ocasionar o aparecimento de lesões no estômago, que muitas vezes resultam em úlceras e gastrite.

#3: Dependência

Os medicamentos são drogas que podem causar dependência em longo prazo. Este é um dos motivos pelo qual diversos medicamentos são controlados, e portanto, só vendidos com receita.

O mecanismo é o mesmo que ocorre com álcool e drogas ilícitas e, portanto, deve-se tomar muito cuidado!

Os benzodiazepínicos são exemplos de drogas medicamentosas que causam dependência em longo prazo.

#4: Resistência

O uso inadequado de certos medicamentos, principalmente antibióticos, pode causar resistência. No caso deste remédio, o uso indevido seleciona as bactérias mais fortes, e faz com que estas criem resistência aos medicamentos.

Por este motivo os antibióticos passaram a ser vendidos com receita médica!

#5: Insuficiência renal e hepática

Os remédiso precisam ser metabolizados (isto é, transformados) para que tenham sua ação no organismo. E, este papel é desempenhado quase sempre pelo fígado.

Depois de utilizado no organismo, os rins terão a função de excretar o “restante” do medicamento na urina. Tudo isso ocorre graças a um perfeito sistema de filtragem sanguínea.

Agora, imagine a seguinte situação: tanto rins como fígado trabalhando exaustivamente sobre estas medicações. Assim como qualquer outro órgão, a exaustão pode levar ao mau funcionamento, e posteriormente, a falência destes órgãos.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Excesso de medicações: entenda os perigos!

Enviando Comentário Fechar :/