Eletrocardiograma: para que serve? Quando preciso realizá-lo?

Existem algumas doenças e condições patológicas que alteram o ritmo da atividade do coração e precisam ser avaliados por exames: o principal deles é o eletrocardiograma. A seguir, saiba mais algumas funções, forma de realização, e outras informações essenciais sobre este exame!

Publicado por Grupo Biocentro
em

Eletrocardiograma: para que serve? Quando preciso realizá-lo?

Existem algumas doenças e condições patológicas que alteram o ritmo da atividade do coração e precisam ser avaliados por exames: o principal deles é o eletrocardiograma.

A seguir, saiba mais algumas funções, forma de realização, e outras informações essenciais sobre este exame!

Como será feito?

Como você já sabe, o objetivo deste exame é medir e “desenhar” a atividade elétrica do coração.

Sua realização é feita mediante a colocação de eletrodos sobre os braços, pernas, e tórax.

Assim, serão emitidos impulsos que estimularão a atividade cardíaca, e possibilitarão a tradução das ondas para um papel.

O eletrocardiógrafo é o aparelho responsável pela emissão de estímulos elétricos, e também pelo registro das ondas do coração do paciente.

Existem algumas recomendações simples para a realização deste exame:

  • Manutenção de medicamentos contínuos, que não irão interferir no exame;
  • Estar com a pele limpa, para uma adesão correta dos eletrodos;
  • Estar sem roupa na parte de cima do corpo, para permitir que o aparelho seja colocado;
  • Retira jóias e outros objetos metálicos que possam interferir no exame.

O procedimento é simples, indolor, e feito em um pequeno espaço de tempo.

Quando precisarei realizá-lo?

Este exame costuma ser pedido pelo cardiologista, médico responsável pela saúde do coração.

Existem algumas condições e doenças típicas em que o exame é pedido, tanto para diagnóstico como acompanhamento de certas doenças. Conheça a seguir:

  • Arritmias: ocorrem quando as descargas elétricas no coração não estão sendo simétricas, e podem acarretar em prejuízos na distribuição sanguínea.
  • Infarto agudo do miocárdio: este é um quadro típico em que o exame é pedido, e costuma ser a principal fonte de diagnóstico.
  • Interferência e alterações causadas por medicamentos: certos remédios interferem na atividade normal do coração, sendo preciso avaliá-los.
  • Acompanhamento periódico: alguns protocolos recomendam que o exame seja feito rotineiramente a partir dos 40 anos, fase da vida em que elevam-se as chances de doença cardíaca.

Existem outra situações em que o exame poderá ser pedido. Para saber mais, tire suas dúvidas com o médico responsável!

Onde poderei realizar o exame?

Por ser um exame barato e simples, ele costuma ser realizado em diversos lugares, desde dentro de ambulâncias, até em clínicas e consultórios.

Sua praticidade também relaciona-se com o resultado imediato, visto que durante o exame já estão sendo registradas as ondas do coração.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Eletrocardiograma: para que serve? Quando preciso realizá-lo?

Enviando Comentário Fechar :/