Dores no joelho: como a fisioterapia pode ajudar?

As dores no joelho são muito comuns nos atendimentos de clínicas de ortopedia, podendo ser um verdadeiro tormento na vida de quem sofre com esse mal. Isso porque, se não tratadas, elas se se tornam cônicas, prejudicando e dificultando as atividades do dia a dia.

Publicado por Grupo Biocentro
em

Dores no joelho: como a fisioterapia pode ajudar?

As dores no joelho são muito comuns nos atendimentos de clínicas de ortopedia, podendo ser um verdadeiro tormento na vida de quem sofre com esse mal. Isso porque, se não tratadas, elas se se tornam cônicas, prejudicando e dificultando as atividades do dia a dia.

Diversas são as doenças que atingem o joelho e provocam dor, compreendendo desde pequenas contusões até condições mais graves, como o desgaste ósseo e o rompimento dos tendões. Felizmente, grande parte delas é tratável, sendo a fisioterapia um importante aliado nesse processo.

A seguir, trouxemos alguns benefícios do tratamento fisioterápico e a maneira como ele pode trazer mais saúde para pessoas que sofrem com dores no joelho. Venha conferir!

Quais são as causas mais comuns de dores no joelho?

As dores no joelho podem afetar qualquer pessoa, independentemente da idade. Mas, normalmente, a maioria dos pacientes é idoso, praticante de esportes, como a corrida, ou frequentadores assíduos de academias.

Tais dores podem ser causadas por impactos, quedas, pancadas e lesões nos tecidos que compõem essa articulação ou por doenças degenerativas nos ossos e nas cartilagens dos joelhos. Dentre as condições mais comuns, podem ser citadas:

  • anormalidades anatômicas e estruturais;
  • fraqueza dos músculos que sustentam as estruturas do joelho;
  • sobrecarga provocada por atividades físicas ou ocupacionais;
  • sobrecarga por excesso de peso corporal;
  • falta de alongamento;
  • problemas posturais;
  • bursite, tendinite e artrite;
  • rompimento de ligamentos;
  • luxação da patela;
  • desgaste ósseo;
  • entorse;
  • lesão de menisco;
  • gota;
  • infecções;
  • artrose.

Quais são os impactos das dores no joelho?

As doenças que atingem os joelhos causam dores, sendo que a sua intensidade varia de acordo com a região e o tecido afetado ou com a gravidade do problema. Também pode ocorrer vermelhidão, inchaço, fraqueza, diminuição de mobilidade, rigidez muscular, estalos e alterações locais da temperatura.

Dessa forma, por mais simples que pareçam, as dores no joelho devem ser investigadas e tradadas, a fim de se impedir que a doença progrida e se torne crônica.

Como a fisioterapia pode ajudar?

Geralmente, o tratamento inclui o uso de remédios, fisioterapia e, nos casos mais graves, procedimentos cirúrgicos. É preciso lembrar que qualquer uma dessas abordagens só pode ser realizada após o diagnóstico médico.

A fisioterapia tem um papel fundamental no fortalecimento dos músculos de sustentação, localizados na coxa e dos glúteos. Quando esses músculos estão fortes, os joelhos se tornam mais estáveis, o que ajuda a diminuir o impacto das atividades sobre eles e, consequentemente, o desgaste dos seus ossos e cartilagens.

Os exercícios realizados na fisioterapia também melhoram a flexibilidade e o alongamento, realinham as estruturas articulares e ajudam a restabelecer o seu equilíbrio, retardando a degeneração do joelho.

Portanto, o tratamento fisioterápico pode ser de grande valia para recuperar a saúde ou aliviar os sintomas associados às doenças que atingem essas articulações. Como resultado, as dores são reduzidas e o paciente ganha mais autonomia no seu dia a dia, o que aumenta a sua qualidade de vida.

Quer cuidar melhor do seu corpo e reduzir as dores no joelho? Então, entre em contato conosco para fazer exames e avaliações!

 
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Dores no joelho: como a fisioterapia pode ajudar?

Enviando Comentário Fechar :/