Dor no peito: o que seu corpo está dizendo?

Nosso corpo funciona como uma máquina, a qual deve estar sempre com todas as suas funções íntegras, e sem que haja nenhum desequilíbrio. Quando algum órgão ou sistema está funcionando de forma errada, haverá um reflexo em todo o organismo, podendo ter diversas manifestações.

Publicado por Grupo Biocentro
em

Dor no peito: o que seu corpo está dizendo?

Nosso corpo funciona como uma máquina, a qual deve estar sempre com todas as suas funções íntegras, e sem que haja nenhum desequilíbrio.

Quando algum órgão ou sistema está funcionando de forma errada, haverá um reflexo em todo o organismo, podendo ter diversas manifestações.

E essas manifestações, muitas vezes acabam preocupando, e sendo o motivo principal de uma consulta médica. E dentre as principais queixas que preocupam os pacientes podemos encontrar a dor no peito!

Conheça a seguir, algumas situações que causam esta dor, bem como a gravidade e o que seu corpo está querendo dizer!

  1. Ansiedade

Em algum momento da vida, todos nós já nos deparamos com alguma situação de estresse extremo, em que existem diversas manifestações corporais, sendo uma delas, o excesso de tensão na região torácica (manifestado como dor no peito).

Porém, a dor contínua no peito pode sim ser um sintoma de ansiedade e estresse. Se o agente estressante não for retirado, poderão existir complicações e outras manifestações cardiovasculares.

  1. Alterações estomacais

Muitas vezes, alterações estomacais, como úlceras e gastrites, podem se manifestar na forma de dor no peito.

Isso ocorre porque o estômago está localizado muito próximo do peito, e pode confundir o paciente, levando-o a acreditar que está com um problema cardíaco.

  1. Doenças pulmonares

A caixa torácica, compreende uma estrutura que contém as costelas (como revestimento), coração e pulmões. Sendo assim, qualquer alteração em um destes órgãos, pode-se manifestar como dor no peito.

Falando de problemas pulmonares, a queixa pode ser um indicativo de bronquite, asma, pneumonia, infecções, e outros.

  1. Problemas cardíacos

Os problemas do coração aumentam com o sedentarismo, estresse, má alimentação, e diversas outras condições e hábitos de vida comuns da vida moderna.

As arritmias, insuficiências e outras doenças do coração, raramente manifestam dor. Porém, se houver uma queixa de dor no peito após exercício físico, é preciso estar atento para estas condições!

  1. Pâncreas

Da mesma forma que o estômago, o pâncreas está localizado próximo das estruturas torácicas. Também, manifestações destes órgãos podem produzir uma dor com irradiação (ou seja, que se “espalha” pela região), podendo ser manifestada como dor no peito.

A pancreatite pode ser uma das causas, e deve ser tratada imediatamente para evitar maiores problemas.

  1. Problemas musculares

A dor no peito também pode ter origem muscular, seja por inflamações, como também por esforços demasiados sobre estes.

Nestes casos, é interessante recordar se fez alguma atividade física diferente nos últimos dias, possíveis “mau jeitos”, e outras lesões locais.

  1. Infarto

Este, com certeza é o diagnóstico mais temido por todos os pacientes. Porém, não deve-se generalizar que toda dor no peito está ocorrendo por conta de um infarto agudo do miocárdio, até porque, este surgirá com outros sintomas concomitantes:

  • Dor no peito do tipo aperto, mais localizada no lado esquerdo;
  • Dores no braço;
  • Alterações estomacais, como azias, náusea e desconfortos gástricos;
  • Suor e pele fria.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Dor no peito: o que seu corpo está dizendo?

Enviando Comentário Fechar :/