Dor de cabeça: o que fazer?

As dores de cabeça, tecnicamente chamadas de cefaleias, são uma queixa muito frequente no consultório médico. Sabe-se que esse sintoma interfere no dia a dia e na qualidade de vida dos pacientes, e, portanto, merece uma investigação e tratamento. Se você tem sofrido deste mal, e/ou conhece alguém que apresenta o sintoma, conheça a seguir maiores detalhes.

Publicado por Grupo Biocentro
em

Dor de cabeça: o que fazer?

Quais as causas?

Existem diversos tipos de cefaleia, e cada uma, possui distintas causas e tratamentos. Dentre elas, podemos citar:

1) Enxaqueca: este subtipo está presente em boa parte da população, e as dores são antecipadas por sintomas como:

·        Intolerância a sons e luzes;

·        Náuseas e vômitos;

·        Tonturas;

A dor acomete geralmente a metade da cabeça, e tem caráter pulsante. As crises tende a durar 72 horas, podendo este tempo ser maior ou menor.

2) Tensional: a cefaleia tensional também é muito comum, e possui relação com noites mal dormidas, insônia, ansiedade, tensão diária, dentre outros.

3) Relacionada a medicamentos: existe um tipo de cefaleia que está relacionada com o uso crônico (isto é, contínuo) de medicamentos analgésicos. Sendo assim, indivíduos que utilizam mais de 15 comprimidos ao mês para dor, podem desenvolver esta cefaleia.

Além disso, existem outros medicamentos que podem ter a cefaleia como efeito adverso. Nestes casos, conversar com seu médico é sempre a melhor solução.

4) Outras causas: existem diversos outros problemas que podem estar relacionados com a dor de cabeça, embora sejam menos comuns. Dentre eles, pode-se falar em tumores, hipertensão arterial, e outros.

Como tratar?

Levando em conta que existem diferentes tipos de cefaleia, é preciso realizar um diagnóstico exato para que o tratamento seja iniciado.

O neurologista é o especialista responsável por esta condição médica, e deve ser buscado quando houver tais sintomas.

Além disso, alguns hábitos de vida podem ser adotados no sentido de diminuir a frequência e/ou intensidade das crises. Como exemplo, pode-se falar na prática de atividades físicas, adoção de alimentação saudável, redução do estresse diário, dentre outros.

Sinais de alerta!

Embora as dores de cabeça sejam um sintoma comum, existem algumas situações que merecem a busca imediata por um serviço médico – de emergência.

Dentre estes sinais, pode-se falar em:

·        Aparecimento da pior dor de cabeça da vida;

·        Perda de consciência;

·        Diminuição do movimento e/ou fraqueza das pernas ou braços;

·        Dificuldade na fala.

E outros.

Para qualquer esclarecimento, diagnóstico e/ou recomendação de tratamento, busque um médico de sua confiança!

 

 

 

 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Dor de cabeça: o que fazer?

Enviando Comentário Fechar :/