Doenças sexualmente transmissíveis: como identificar?

Atualmente, existem diversos métodos anticoncepcionais disponíveis – inclusive, vários deles são disponibilizados pelo SUS. O que a maioria das pessoas não sabe, é o que o cuidado não deve ser tomado apenas no sentido de prevenir a gravidez, mas, principalmente, para evitar doenças sexualmente transmissíveis!

Publicado por Grupo Biocentro
em

Doenças sexualmente transmissíveis: como identificar?

Atualmente, existem diversos métodos anticoncepcionais disponíveis – inclusive, vários deles são disponibilizados pelo SUS. O que a maioria das pessoas não sabe, é o que o cuidado não deve ser tomado apenas no sentido de prevenir a gravidez, mas, principalmente, para evitar doenças sexualmente transmissíveis!

Não utilizar preservativo nas relações sexuais predispõe o indivíduo a uma infinidade de doenças. Dentre elas, podemos citar: HPV (vírus papiloma humano), clamídia, gonorreia, herpes, sífilis, AIDS, e outras.

O diagnóstico deve ser sempre dado por um médico, e existem alguns sintomas que devem servir de alerta para estas doenças! Conheça a seguir alguns deles:

1: Dor durante a relação sexual

Tecnicamente chamada de dispareunia, a dor durante o sexo costuma ser um sinal de alerta para diversas doenças, e dentre elas, tem-se as DSTs.

É causada principalmente por doenças causadas por bactérias, que provocam inflamações no indivíduo. Um exemplo é a gonorreia.

2: Feridas na região genital

A presença de lesões tanto no homem quanto na mulher, podem ser indicativo de herpes e HPV, por exemplo.

A sífilis também é conhecida por causar uma espécie de lesão, que requer tratamento imediato.

Portanto, não tenha vergonha, e busque imediatamente o seu médico!

3: Presença de corrimentos

Muitas mulheres apresentam corrimento durante toda a vida, sem que isso seja indicativo de alguma doença. Mas, quando se trata de um processo patológico, estes corrimentos possuem características específicas:

Odor: geralmente fétido, diferente do considerado “normal” (que seria inodoro).
Coloração: desta vez não será incolor, podendo apresentar-se acinzentado, branco, amarelo, verde.
Volume: o corrimento é em grandes quantidades, e também pode ser uma das formas de diferenciá-lo.
Lembrando que em alguns quadros o homem também pode apresentar corrimentos, sendo também um sinal de alerta!

4: Dor ao urinar

O homem compartilha a uretra (canal de saída da urina) com o sistema genital, e assim, as doenças sexualmente transmissíveis acabam por causar também alterações urinárias, sendo a dor e ardência, sintomas típicos.

Nas mulheres, os mesmos incômodos surgem pela proximidade da uretra com a vagina, que acaba por disseminar mais facilmente infecções e micro-organismos.

Neste caso, o urologista ou ginecologista (no caso das mulheres) deverá ser buscado, para diagnóstico diferencial com outras doenças do aparelho urinário (como cálculo renal, infecção urinária, etc).

5: Coceiras

Ardências e coceiras intensas nos órgãos genitais podem indicar a presença de uma doença sexualmente transmissível.

Isso ocorre pela manifestação dos agentes causadores das doenças, que na maior parte dos casos, acabam sendo fungos. Mas, muitas doenças sexuais também podem ser provocadas por vírus e bactérias!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Doenças sexualmente transmissíveis: como identificar?

Enviando Comentário Fechar :/