Como identificar uma Enxaqueca?

As dores de cabeça são desconfortos que fazem parte da vida da maior parte da população. Elas podem ser agrupadas em dois grandes grupos: Primárias: corresponde à enxaqueca e também a cefaleia tensional (aquela que surge em condições estressantes). Secundárias: estão relacionadas com outras doenças mais graves, como um tumor, por exemplo, que causará compressão em dada área cerebral.

Publicado por Grupo Biocentro
em

Como identificar uma Enxaqueca?

As dores de cabeça são desconfortos que fazem parte da vida da maior parte da população. Elas podem ser agrupadas em dois grandes grupos:

  • Primárias: corresponde à enxaqueca e também a cefaleia tensional (aquela que surge em condições estressantes).
  • Secundárias: estão relacionadas com outras doenças mais graves, como um tumor, por exemplo, que causará compressão em dada área cerebral.

Falando da enxaqueca, também chamada de cefaleia migrânea, ela possui alguns sintomas específicos e que podem ser utilizados para diferenciá-la de outras cefaleias.

Vale lembrar que a automedicação é sempre perigosa, e que em casos de sintoma de repetição, ou piora do quadro, é essencial que o médico seja procurado. Assim, o tratamento será feito conforme a sua necessidade!

Conheça 7 formas de identificar uma enxaqueca:

  1. Pode ser unilateral ou bilateral

Há localização da dor em uma região específica da cabeça, mesmo que de um só lado – é uma das características da enxaqueca.

Este pode ser um dos sintomas diferenciais para separar uma cefaleia tensional, que é marcante por ocorrer dos dois lados da cabeça, e ser do tipo “aperto”.

  1. Caracterizada por ataques

Uma enxaqueca pode ter duração de 4 a 72 horas. Dentro deste período, a dor pode sumir e voltar diversas vezes, com diferentes intensidades.

Depois de períodos de dores intensas, podem se ter fases de melhora e sem sintomas. Vale lembrar que a dor é do tipo pulsátil, e geralmente classificada como moderada e/ou forte.

  1. Piora com exercícios leves

Uma das características também diferenciais, é a piora da dor com esforços físicos, mesmo que estes sejam leves. O simples fato de lavar uma louça, por exemplo, pode piorar em muito a dor.

É por isso que a enxaqueca costuma ser motivo de falta no trabalho e faculdade, para que o paciente passe mais tempo em repouso, na tentativa de amenizar os sintomas.

  1. Pode ser acompanhada de náuseas e vômitos

Nos momentos de “crise”, pode-se ter náusea, e em alguns casos esta vir acompanhada de vômitos.

Portanto, é essencial que a ajuda médica seja buscada, na tentativa de resolver o problema o quanto antes possível.

  1. Relação com a alimentação

O consumo de certos tipos de queijo e de vinho, podem estar fortemente relacionados à enxaqueca. Portanto, se você fez consumo de um destes alimentos, saiba que podem ser os vilões da sua dor.

Da mesma forma, evite o consumo destes alimentos quando estiver com o problema, para evitar pioras e agravos.

  1. Nas mulheres, a culpada pode ser a menstruação

O quadro costuma ser mais comum em mulheres, pela sua relação com o período pré-menstrual e menstrual. Geralmente, os sintomas serão vivenciados juntos com os decorrentes de alterações hormonais (mau-humor, inchaço, cólicas), levando à grandes desconfortos.

  1. Pode estar acompanha de sintomas de aversão à claridade, muita sensibilidade a barulho e a cheiros.
  2. Pode ser precedida de sintomas de aura

Cerca de 10 a 15% dos pacientes apresentam sintomas clássicos que antecedem a crise de dor de cabeça propriamente dita, como se fosse um aviso de que a dor está por vir, os mais comuns deles são alterações na visão. 

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Como identificar uma Enxaqueca?

Enviando Comentário Fechar :/