Como a medicina nuclear auxilia os diagnósticos de doenças?

Medicina nuclear e diagnósticos formam uma dupla imbatível no combate a algumas doenças. Por meio delas é possível, por exemplo, identificar anomalias ainda no estágio inicial, mesmo antes de serem visíveis em exames tradicionais.

Publicado por Grupo Biocentro
em

Como a medicina nuclear auxilia os diagnósticos de doenças?

Medicina nuclear e diagnósticos formam uma dupla imbatível no combate a algumas doenças. Por meio delas é possível, por exemplo, identificar anomalias ainda no estágio inicial, mesmo antes de serem visíveis em exames tradicionais.

Ficou curioso? Então, descubra em quais casos a medicina nuclear pode ser eficaz e como ela é utilizada na realização de diversos exames. Acompanhe o post!

Entenda o que é medicina nuclear
A medicina nuclear surgiu no final da década de 50 para complementar a medicina tradicional. Ela consiste na utilização de substâncias radioativas para se chegar a um diagnóstico mais preciso e auxiliar no tratamento de algumas doenças.

Apesar do termo “radioativas” assustar um pouco, as doses que são dadas aos pacientes são pequenas e controladas e, por isso, a técnica é comprovadamente segura. Tanto que até mesmo crianças e idosos podem ser submetidos à medicina nuclear. Os procedimentos não são invasivos e praticamente não apresentam complicações.

Saiba como medicina nuclear e diagnósticos se relacionam
A medicina nuclear é bastante utilizada atualmente, principalmente nas áreas de cardiologia, oncologia e neurologia. Ela funciona da seguinte maneira: o paciente recebe injeções de radiofármacos, um composto químico, que permite uma melhor visualização de determinados órgãos durante um exame de imagem. Dessa forma, é possível identificar doenças ainda no estágio inicial, antes mesmo de serem perceptíveis nos exames convencionais.

Por exemplo, na cardiologia, baixas doses de material radioativo são usadas para detectar alterações cardiovasculares. Como a técnica permite avaliar com detalhes a gravidade do caso, é possível decidir com mais assertividade o tipo de tratamento a ser realizado.

Já no caso de doenças da tireoide, a medicina nuclear vem sendo apontada como a responsável pela diminuição no número de óbitos e melhora na qualidade de vida dos pacientes. Nesse caso, as doses controladas de iodo radioativo são aplicadas nas células da tireoide, formando uma imagem mais precisa do órgão, permitindo uma avaliação completa da sua função. Além disso, é possível fazer uso de doses mais elevadas para fins terapêuticos, eliminando nódulos e tumores sem a necessidade de cirurgias.

Entre os exames mais comuns, realizados por meio da medicina nucelar, estão:

cintilografia do miocárdio: muito usada para avaliar o funcionamento das artérias que irrigam o coração;
cintilografia óssea: permite descobrir se há metástase em pacientes com câncer;
cintilografia renal: auxilia na verificação obstruções e infecções;
cintilografia da tireoide: é possível identificar anomalias antes delas se tornarem visíveis em outros exames;
PET CT: tem sido bastante usado na oncologia, já que mostra com precisão onde estão os tumores. Pode ser útil também no tratamento, pois é possível acompanhar a evolução dos resultados.
Escolha clínicas confiáveis
Assim como em qualquer especialidade, é de extrema importância buscar clínicas de confiança. E com a medicina nuclear não é diferente. De que forma podemos fazer essa escolha? Através de boas referências e na comprovação da formação dos profissionais.

A clínica BioCentro é especializada na medicina nuclear e diagnósticos, por meio de exames como raio-x digital, tomografia e ultrassonografia. Além disso, também disponibilizamos consultas de ortopedia, nefrologia, psicologia, nutrição, otorrino, dermatologia, fonoaudiologia, fisioterapia e endocrinologia.

Gostou do artigo e ficou interessado no assunto? Entre em contato conosco e conheça melhor o nosso trabalho.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Como a medicina nuclear auxilia os diagnósticos de doenças?

Enviando Comentário Fechar :/