Chá ou remédio: entenda a função de cada um

Você sabe dizer quando é melhor escolher um chá ou remédio e qual é a diferença entre eles? Mais do que isso, você acredita que é possível combinar as duas terapias para obter um efeito duradouro e eficaz, garantindo mais qualidade de vida?

Publicado por Grupo Biocentro
em

Chá ou remédio: entenda a função de cada um

Você sabe dizer quando é melhor escolher um chá ou remédio e qual é a diferença entre eles? Mais do que isso, você acredita que é possível combinar as duas terapias para obter um efeito duradouro e eficaz, garantindo mais qualidade de vida?

Provavelmente você já sabe que algumas plantas podem auxiliar no tratamento de uma série de problemas de saúde. Da mesma forma, os medicamentos têm substâncias capazes de aliviar muitos sintomas e proporcionar a cura de enfermidades.

Neste post, vamos falar sobre a diferença entre eles e quais suas vantagens para a saúde. Acompanhe com a gente!

O que é um remédio e o que é um chá?
Remédio é qualquer substância que possa ser utilizada para tratar dores, doenças e incômodos, ou seja, qualquer recurso que garanta alívio à pessoa que o está utilizando. 

Sendo assim, podemos chamar de remédio medidas simples como um banho, uma massagem e até chás feitos em casa. Todos eles conseguem aliviar algum sintoma de mal-estar.

Já os medicamentos são produtos produzidos em laboratório, com composição e via de administração pré-definidas. Eles devem ser utilizados apenas sob prescrição médica, já que assim como podem ajudar a curar uma doença, também são capazes de provocar diversos efeitos colaterais. 

Quais chás são utilizados como remédios?
Diversos tipos de chá podem ser utilizados como remédios, a fim de aliviar os mais variados sintomas. Vários deles são comuns em nosso dia a dia, como o chá de boldo para curar uma ressaca ou o de cavalinha para reduzir o inchaço das pernas. 

Veja mais alguns exemplos de chás e suas funções para melhorar as nossas vidas:

chá de hortelã: auxilia no processo de digestão e alivia as dores de cabeça;
chá de camomila e de melissa: ajudam pessoas que possuem dificuldade para dormir e reduzem o estresse;
chá de chapéu-de-couro: possui ação diurética e atua minimizando inflamações;
chá verde: possui um bom efeito termogênico e tem propriedades antioxidantes. Deve ser evitado à noite por conter cafeína em sua composição, o que pode atrapalhar o sono;
chá de hibisco: reduz a retenção de líquidos e auxilia na perda de peso;
chá de gengibre: possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, auxilia no processo de digestão, pode atuar como expectorante e tem efeito termogênico;
chá de espinheira-santa: excelente para alívio das dores de cabeça e redução das dores de estômago. 
Como é feita a combinação entre chás e medicamentos?
Os chás e os medicamentos podem ser utilizados juntos para o alívio de sintomas. Eles podem ser muito eficazes na redução de inflamações, associando ibuprofeno e chá de gengibre, por exemplo.

Podem atenuar as dores de estômago, quando associados aos inibidores de bomba de prótons como o omeprazol e o chá de espinheira. Para reduzir o inchaço causado pela hipertensão arterial, a dica é aliar a furosemida ao chá de hibisco. 

Enfim, na hora de escolher entre chá ou remédio, lembre-se de que cada um possui diferentes propriedades que podem auxiliar no alívio de diversos sintomas, como enxaquecas e dores de estômago. Você pode fazer uso desses artifícios, sempre tendo em mente que é imprescindível procurar um bom médico. 

E aí, gostou texto? Então leia também o nosso post sobre a terapia dos chás e aumente ainda mais os seus conhecimentos!

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Chá ou remédio: entenda a função de cada um

Enviando Comentário Fechar :/