A importância do primeiro trimestre da gestação!

A gestação é um período extremamente importante na vida da mulher, e também crucial para o desenvolvimento correto e saudável do feto. Para facilitar a organização do período, costuma-se dividir a gravidez em trimestres.

Publicado por Grupo Biocentro
em

A importância do primeiro trimestre da gestação!

A gestação é um período extremamente importante na vida da mulher, e também crucial para o desenvolvimento correto e saudável do feto. Para facilitar a organização do período, costuma-se dividir a gravidez em trimestres.

Diversas pesquisas científicas e estudos trouxeram o primeiro trimestre da gestação como sendo o mais importante, visto que nele ocorre todo o desenvolvimento e formação básica do ser. Os dois trimestres seguintes, seriam fundamentais para o crescimento e amadurecimento de todas as funções vitais.

A seguir, conheça alguns pontos importantes do primeiro trimestre, bem como a importância da valorização deste.

Conhecimento da data do parto

Quando a mulher descobre que está grávida, deve buscar imediatamente um obstetra. Dentre as funções deste médico, está o cálculo da idade gestacional – isto é, com base na data da última menstruação, será determinada a idade do bebê, em semanas.

Além disso, considera-se a data da primeira ultrassonografia como sendo a mais confiável para cálculo da data de parto, e esta deve ser feita o mais rápido possível!

Investigação materna

Como dito anteriormente, é no primeiro trimestre de gestação que ocorre a maior parte da formação do ser humano. E, a presença de doenças na mãe, bem como o estado nutricional e imunológico desta, pode interferir no sucesso deste processo e período.

A importância do acompanhamento pré-natal nesta fase se faz no sentido de:

·        Solicitar exames: alguns testes laboratoriais permitem a identificação de doenças que podem ser prejudiciais ao bebê, como HIV, toxoplasmose, sífilis, e muito mais.
·        Vacinas: a vacinação é essencial, e protege tanto a mãe quanto o feto de inúmeras doenças.
·        Suplementação: alguns nutrientes não são ingeridos ou produzidos na quantidade correta, e por isso, precisam ser suplementados. A exemplo menciona-se o ácido fólico.
Maior chance de aborto

Os abortos espontâneos costumam ocorrer antes da 12ª semana de gestação, devido à vulnerabilidade do organismo feminino em aspectos como:

·        Peso: o baixo peso costuma acarretar na deficiência nutricional, aumentando as chances de aborto.
·        Alcoolismo e tabagismo: podem propiciar o aborto espontâneo, pelas suas diversas ações tóxicas no organismo (tanto materno quanto fetal).
·        Uso de medicamentos: alguns remédios são ditos teratogênicos – isto é, com potencial abortivo. Portanto, na suspeita de gestação, todo e qualquer medicamento deve ser feito apenas se houver supervisão médica.
·        Hereditariedade: existem diversas doenças, muitas delas sendo de cunho genético, que aumentam as chances de aborto, muitas vezes antes do conhecimento materno sobre a gestação.
Formação sexual do bebê

A “escolha” do sexo ocorre ainda na fecundação – isto é, momento de união da célula sexual masculina com a feminina. É o espermatozoide quem determina se o bebê será menino ou menina, através de cromossomos sexuais específicos (X ou Y).

Mas, a formação propriamente dita dos órgãos genitais começa a ocorrer por volta da 5ª semana, pela migração de células e formação de estruturas primitivas. A diferenciação já ocorreu na 12ª semana, e pode ser visualizada pelo exame de ultrassom.

Existem outras técnicas laboratoriais que permitem a descoberta do sexo antes deste período, porém pelo alto custo, não são disponibilizadas em todos os serviços de saúde.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para A importância do primeiro trimestre da gestação!

Enviando Comentário Fechar :/